Receitas de Amor

Já que estou com  tempo curtíssismo para postar receitas, vou indicar o último filme que assisti sobre gostosuras gastonômicas e amorosas.

“Receitas de Amor” conta a história de um chef inglês que entra em depressão após o falecimento repentino da esposa. Após algum tempo de total falta de inspiração, resolve montar um Pub em um pequeno vilarejo muito conservador.

E a partir daí seguem os encontros e desencontros com um possível novo amor, problemas com os nativos nada receptivos  e a redescoberta dos antigos sabores.

Fiquei morrendo de vontade de provar o “triffle” apresentado no filme.

Há uma pequena participação  do famoso chef Gordon Ramsay.

É uma comédia romântica para assistirmos em uma parada rápida entre correção de provas e  outros afazeres burocráticos…

Bon appetit!

http://www.youtube.com/watch?v=WBIsAWT_d_Y

Anúncios

O Julgamento de Paris

Assisti recentemente o “Julgamento de Paris”. Um filme bem produzido sem nenhuma pretensão de ser um blockbuster. A história é verídica, em 1976 um sommelier inglês, Steven Spurrier ( interpretado por Alan Rickman), resolve organizar em Paris uma degustação às cegas de vinhos franceses e da região de Napa (Califórnia).  O julgamento virou lenda, pois de forma inesperada os mais bem avaliados foram os californianos. Assisti, gostei e recomendo. Lucinéa

Leiam um pedaço da Resenha do site Cinepipoca:

A história real aconteceu em 24 de maio de 1976 na capital francesa e marcou o mundo. Eram seis vinhos da Califórnia contra quatro franceses em cada categoria. Nos vinhos brancos, a vitória americana foi mais expressiva.

A trama se desenvolve de forma interessante mesclando o ponto de vista de Spurrier com a dos produtores californianos. Na verdade, a grande disputa é apenas a cereja do bolo. O filme trata da busca por reconhecimento. É o empresário que quer ser reconhecido pelos iguais. O filho que quer o reconhecimento do pai. O homem que acredita em seu sonho. O rapaz que quer ir além do que sua família sonha. A moça que quer entender tudo sobre vinho.

O grande chamariz dessa história que a torna especial é mesmo o fato de ser verídico. O elenco também ajuda. Além de Alan Rickman, temos Bill Pullman em boa atuação e Chris Pine defendendo bem o herói do filme Bo Barrett. O roteiro de Ross Schwartz com o próprio diretor é bem feliz, nos envolvendo com os personagens americanos e nos fazendo torcer por eles. A narrativa é gostosa de acompanhar e a direção é correta, tornando o filme bastante agradável. Preparem a garrafa de vinho, pois vai dar vontade de experimentar uma boa safra. (fonte: http://www.cinepipocacult.com.br)

Vejam o trailer http://youtu.be/_cEfi1OhHjs

 

Soul Kitchen (2009)

Consegui finalmente assistir “Soul Kitchen”.

O filme é do turco- alemão Fatih Akin e traz uma mistura de culturas, sons legais e da gastronomia que vai do trash ao refinée.

 O protagonista Zinos, proprietário do restaurante que dá nome ao filme, passa pelas mais bizarras confusões na tentativa de ajudar profissionalmente seu irmão presidiário, morar com sua namorada na China, contratar um novo chef excêntrico e sobreviver às dores de uma hérnia de disco gravíssima… Enfim, encontramos de tudo no filme.

Adorei a trilha, alguns sons legais: Louis Armstrong e Leon Thomas com uma versão de The Creator Has A Masterplan, clássico de John Coltrane e Ruth Brown com o blues I Don’t Know.

Segue o link:

“O Filho da Noiva” & Tiramisù

Sempre tive vontade de fazer tiramissú, principalmente depois de ver e rever o filme “O Filho da Noiva”.  Explico. No belíssimo filme argentino, Rafael (Ricardo Darín) tenta manter aberto a todo custo o restaurante herdado por seus pais. Em plena crise financeira em Buenos Aires, manter qualquer negócio familiar era quase um milagre. Em uma das tantas cenas lindas, Ricardo e seu pai comentam que o segredo da sobremesa estava na qualidade do mascarpone, se não for de primeira, nada dará certo. Rendo-me aos argentinos!

O mascarpone bom é caro mesmo, mas vale cada centavo (ou peso argentino).

Fiz a receita neste carnaval chuvoso e pude me deliciar com a gostosura. Aproveitei para rever “O Filho da Noiva”.

Receita:

Receita de Tiramisu

Origem: Itália

 Ingredientes:

 120g de biscoito champagne

350g de mascarpone

2 ovos

2 colheres (sopa) de açúcar

Café forte (natural ou descafeinado)

Chocolate amargo em pó

 Modo de Preparo:

 Em uma tigela, quebre os ovos, que devem estar em temperatura ambiente.Separe, em dois refratários diferentes, as claras das gemas. Adicione às gemas o açúcar e o mascarpone.Bata até obter uma mistura uniforme. Bata as claras em neve e adicione-as ao creme de mascarpone.

 Para a montagem do Tiramisu:

 Espalhe uma camada de creme de mascarpone no recipiente. Molhe os biscoitos no café e disponha sobre o creme. Adicione outra camada e repita o procedimento.

 Deixe na geladeira até a hora de servir. Polvilhe com chocolate em pó.

Seguem dois links

Receita Tiramisù GNT 

http://www.youtube.com/watch?v=o0TsslkwEDo

Trailler “O Filho da Noiva”

http://www.youtube.com/watch?v=FJf5pbUheSI

Dieta Mediterrânea

O filme acaba de estrear em Sampa e a Lúcia, minha “megaamigahacker”, conseguiu meios para que eu tivesse o privilégio de assisti-lo em DVD bem aqui em casa!

Sofia tornou-se uma chef de cozinha renomada e sua história  é narrada por “Lunes”, sua filha caçula.

Acompanhamos o nascimento um tanto excêntrico da chef, suas primeiras experiências na cozinha do restaurante familiar, alguns pequenos flertes com seus clientes e o início de uma paixão igualmente fulminante por dois espanhóis completamente distintos. Tino é extremamente ponderado, o marido exemplar; já Frank é aventureiro e visionário, o amante perfeito.

Nas quatro décadas descritas no filme, assistimos a encontros e desencontros entre os três: ora apimentados, ora cheios de doçura e graça.

Sofia casa-se com Tino e forma com ele uma linda família, contudo continua a perseguir seu sonho de ser uma estrela da gastronomia.

 Após alguns anos de rotina familiar, ela encontra no impulsivo Frank o estímulo que necessita para emplacar sua carreira e diversas  reviravoltas acontecem.

Algumas cenas seguramente nos fazem lembrar de “Dona Flor e seus dois maridos”, mas os espanhóis são menos hipócritas e aceitam com menos pudor o triângulo amoroso com maridos bem  vivazes e fogosos.

Recomendo que todos assistam: os pratos são lindos, as paisagens do pequeno vilarejo espanhol são belíssimas e o entretenimento garantido.

Fiquem atentos às últimas cenas, nelas entendemos o nome incomum da narradora do filme.

  http://www.youtube.com/watch?v=nqD-eIJ2aWI

 

My Blueberry Nights (Um Beijo Roubado)

My Blueberry Nights (2007)

Existem filmes que devem ser vistos e revistos. My Blueberry Nights (Um Beijo Roubado) é um deles. Comprei o DVD e revejo de tempos em tempos. Lembrei que ele não poderia faltar em um blog cinegastronômico!

Jude Law, por si só, sempre vale a pena ser visto e Norah Jones sempre ser ouvida; o conjunto orquestrado pelo diretor Wong Kar Wai não poderia ser mais perfeito.

Jeremy (Jude Law) é o dono do Café Klyuch em Nova York e acaba se tornando confidente de Elizabeth (Norah Jones), que descobriu que seu namorado a trocou por outra.

Decidida a encontrar um novo rumo para sua vida, a protagonista faz uma longa viagem até o sul dos EUA e novas histórias vão se desenrolando nessa delícia de filme.

Por sua vez, Jeremy também resolve modificar aos poucos seus conceitos e pequenas manias, como as de colecionar em um jarro as chaves e histórias de diversos ex-clientes.

As cenas que envolvem a saborosa Blueberry Pie são sensuais, mas nunca enjoativas.

Seguem os links do trailler do filme e da música tema interpretada por Cat Power.

Trailler

http://www.youtube.com/watch?v=iScGsN8szHw

Trilha Sonora

http://www.youtube.com/watch?v=c9Inebc4Mhc

Incluo também a receita da Blueberry Pie (Torta de Mirtillo) retirado do blog A Cozinha coletiva.