Dieta Mediterrânea

O filme acaba de estrear em Sampa e a Lúcia, minha “megaamigahacker”, conseguiu meios para que eu tivesse o privilégio de assisti-lo em DVD bem aqui em casa!

Sofia tornou-se uma chef de cozinha renomada e sua história  é narrada por “Lunes”, sua filha caçula.

Acompanhamos o nascimento um tanto excêntrico da chef, suas primeiras experiências na cozinha do restaurante familiar, alguns pequenos flertes com seus clientes e o início de uma paixão igualmente fulminante por dois espanhóis completamente distintos. Tino é extremamente ponderado, o marido exemplar; já Frank é aventureiro e visionário, o amante perfeito.

Nas quatro décadas descritas no filme, assistimos a encontros e desencontros entre os três: ora apimentados, ora cheios de doçura e graça.

Sofia casa-se com Tino e forma com ele uma linda família, contudo continua a perseguir seu sonho de ser uma estrela da gastronomia.

 Após alguns anos de rotina familiar, ela encontra no impulsivo Frank o estímulo que necessita para emplacar sua carreira e diversas  reviravoltas acontecem.

Algumas cenas seguramente nos fazem lembrar de “Dona Flor e seus dois maridos”, mas os espanhóis são menos hipócritas e aceitam com menos pudor o triângulo amoroso com maridos bem  vivazes e fogosos.

Recomendo que todos assistam: os pratos são lindos, as paisagens do pequeno vilarejo espanhol são belíssimas e o entretenimento garantido.

Fiquem atentos às últimas cenas, nelas entendemos o nome incomum da narradora do filme.

  http://www.youtube.com/watch?v=nqD-eIJ2aWI

 

Anúncios

Com açúcar, com afeto (Chico Buarque, por Fernanda Takai)

Não adianta: Nas composições de Chico Buarque encontramos sempre inspirações.

A interpretação feita pela Fernanda Takai da música “Com açúcar, com afeto” está na medida! O malandro pode chegar que ela estará esperando com o seu doce predileto!

Com açúcar, com afeto, fiz seu doce predileto
Pra você parar em casa, qual o quê!
Com seu terno mais bonito, você sai, não acredito
Quando diz que não se atrasa
Você diz que é um operário, sai em busca do salário
Pra poder me sustentar, qual o quê!
No caminho da oficina, há um bar em cada esquina
Pra você comemorar, sei lá o quê!
Sei que alguém vai sentar junto, você vai puxar assunto
Discutindo futebol
E ficar olhando as saias de quem vive pelas praias
Coloridas pelo sol
Vem a noite e mais um copo, sei que alegre ma non troppo
Você vai querer cantar
Na caixinha um novo amigo vai bater um samba antigo
Pra você rememorar
Quando a noite enfim lhe cansa, você vem feito criança
Pra chorar o meu perdão, qual o quê!
Diz pra eu não ficar sentida, diz que vai mudar de vida
Pra agradar meu coração
E ao lhe ver assim cansado, maltrapilho e maltratado
Como vou me aborrecer? Qual o quê!
Logo vou esquentar seu prato, dou um beijo em seu retrato
E abro os meus braços pra você

Composição Chico Buarque

Blueberry Pie

Blueberry Pie

Fonte: Publicado 09/08/2010 22:32:00 De A Cozinha Coletiva  

Torta de Morangos e Mirtilos

Ingredientes da massa:
2 xícaras de farinha de trigo;
3 colheres de sopa de açúcar;
3/4 de xícara [150g] de manteiga gelada em pedacinhos;
1/2 colher de chá de canela em pó;
4 colheres de sopa de água gelada.

Preparo da massa:
Misture açúcar, farinha e canela e adicione a manteiga. Amasse com as pontas dos dedos até virar uma farofa. Adicione a água, amasse levemente, divida em duas bolas e leve-as à geladeira por 20 minutos.
Abra uma metade com o rolo e forre o fundo e as laterais de uma fôrma para tortas de 22cm de diâmetro. Fure a massa, cubra com papel alumínio e asse em forno preaquecido a 180 graus por 20 minutos. Retire e reserve.

Ingredientes do recheio e montagem:
550g de mirtilos e morangos [pode ser só morangos, amoras, framboesas, cerejas. Eu fiz com 400g de mirtilos e 150g de morangos];
1/3 de xícara de açúcar;
1 colher de amido de milho;
1 colher de farinha de trigo;
Raspas de um limão.

1 gema e uma colher de sopa de leite;
Açúcar cristal para polvilhar.

Montagem:
Sobre a massa assada distribua as frutas [os morangos eu cortei em quatro]. Misture o açúcar, farinha, amido e raspas de limão e despeje sobre as frutas, mexendo de leve com o garfo.
Abra a outra metade da massa, cubra a torta, feche as laterais apertando bem e faça 4 cortes na massa, para o vapor escapar.
Pincele a massa com a gema misturada ao leite, e polvilhe com açúcar cristal [o açúcar vai derreter e deixar a massa dourada, açucarada e crocante, como um biscoito palmiere]. Leve de volta ao forno 180 graus por de 15 a 20 minutos, ou até dourar a superfície e o recheio ferver.
Sirva morna, e se delicie!

My Blueberry Nights (Um Beijo Roubado)

My Blueberry Nights (2007)

Existem filmes que devem ser vistos e revistos. My Blueberry Nights (Um Beijo Roubado) é um deles. Comprei o DVD e revejo de tempos em tempos. Lembrei que ele não poderia faltar em um blog cinegastronômico!

Jude Law, por si só, sempre vale a pena ser visto e Norah Jones sempre ser ouvida; o conjunto orquestrado pelo diretor Wong Kar Wai não poderia ser mais perfeito.

Jeremy (Jude Law) é o dono do Café Klyuch em Nova York e acaba se tornando confidente de Elizabeth (Norah Jones), que descobriu que seu namorado a trocou por outra.

Decidida a encontrar um novo rumo para sua vida, a protagonista faz uma longa viagem até o sul dos EUA e novas histórias vão se desenrolando nessa delícia de filme.

Por sua vez, Jeremy também resolve modificar aos poucos seus conceitos e pequenas manias, como as de colecionar em um jarro as chaves e histórias de diversos ex-clientes.

As cenas que envolvem a saborosa Blueberry Pie são sensuais, mas nunca enjoativas.

Seguem os links do trailler do filme e da música tema interpretada por Cat Power.

Trailler

http://www.youtube.com/watch?v=iScGsN8szHw

Trilha Sonora

http://www.youtube.com/watch?v=c9Inebc4Mhc

Incluo também a receita da Blueberry Pie (Torta de Mirtillo) retirado do blog A Cozinha coletiva.

Torta de Amendoim (Torta Paulista)

Acho que toda a geração que nasceu entre 70 e 80 tem mães ou tias que faziam esta sobremesa. Era um clássico de almoços familiares na adolescência. Vou tentar descobrir porque foi batizada como Torta Paulista. Meu pai até hoje é fascinado por ela.

Diquinha: Para decorar, jogue uma farofinha de amendoim por cima!

Torta de amendoim

300 gramas de bolacha maisena

1 lata de creme de leite

2 gemas

125 gramas de margarina ou manteiga sem sal

200 gramas de açúcar

250 gramas de amendoim torrado, limpo e moído ou amendocrem

Misture bem ou bata na batedeira: açúcar, gemas e manteiga (sem deixar talhar, não bater muito). Desligue e mexa somente o creme de leite e o amendoim.

Unte ligeiramente as bolachas com leite e açúcar e o soro do creme de leite.

No pirex: creme, bolacha, creme, bolacha, última camada de creme.